sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Poesia de Edezilton Martins

Frida Kahlo

O tempo! Que mistério há no tempo?...
Uma roda que gira.
A terra, que gira, cria o pensamento.

Parem o tempo para eu pensar, por favor!
Um intervalo no tempo para eu estar.
Parem o tempo que quero amar.

Parem o tempo para os poetas passarem,
As moças casarem,
As crianças sonharem com um país melhor.

Parem o tempo para a polícia prender o senador,
Para Raul Seixas cantar.
Para minha namorada me beijar.

Parem o tempo, por favor!
Para eu apreender a beleza e sentir desejo.
Prolongar o prazer ("apreender a vida").

Parem o tempo!
Guimarães Rosa e Clarice Lispector querem falar.
Frida Kahlo quer pintar.
Parem o tempo para quem não viu Zico jogar.
.
Parem o tempo... Por todos os poetas, parem o tempo!
.
Edezilton Martins, 24/outubro/2008 de

3 comentários:

Um click em Tupanatinga disse...

Meu senhor, que bela poesia!
Parabéns!
Não deixe de atualizar o blog.

rodrigueslenilda disse...

adoreiiiiiii sua poesia linda e de um gosto refinado

lenilda disse...

adoreiiiiiii, linda poesia e de um gosto refinado